Campano no alto do pódio – Foto: Danyllo Proto

 

Yamaha Monster Energy Geração ganhou todas as principais categorias da 6ª etapa do Brasileiro de Motocross 2018, neste domingo, 16, em Morrinhos, Goiás.

A primeira grande comemoração do dia veio com a vitória de Tallys Nathan na MX2-Junior, garantindo o bicampeonato brasileiro da categoria com duas rodadas de antecedência.

O piloto de Santa Cruz do Capibaribe abriu 52 pontos na liderança e, restando duas rodadas e 50 pontos em jogo, jamais será alcançado por outro piloto.

+ Clique para ver mais fotos da equipe

Carlos Campano faturou a principal categoria, MX1, aumentando sua vantagem na liderança do campeonato, e ainda ganhou a prova final, da classe Elite MX.

Fabio Santos foi o melhor piloto da MX2 no fim de semana. Estreando a YZ 250F 2019, ganhou a primeira bateria de ponta a ponta e foi o melhor de 250cc da classe na Elite MX, garantindo 50 pontos no domingo. Assim, diminuiu para 3 pontos sua diferença para o líder Pepê Bueno, que foi o segundo colocado na etapa.

Jean Ramos teve um fim de semana mais difícil e terminou na oitava colocação da MX1. O atleta havia sofrido um acidente no início da semana e ainda sentia dores no ombro.

Confira abaixo os resultados e os comentários dos pilotos!

Resultados da 6ª etapa

MX1
1. Carlos Campano (2-1) 47 pontos

2. Jetro Salazar (1-2) 47 pontos
3. Humberto Martin (5-3) 36 pontos
4. Paulo Alberto (3-5) 36 pontos
5. Hector Assunção (4-7) 32 pontos

MX2
1. Fabio Santos (1-1) 50 pontos

2. Pepê Bueno (3-2) 42 pontos
3. Lucas Dunka (2-3) 42 pontos
4. João Ribeiro (4-4) 36 pontos
5. Leo Souza (5-6) 31 pontos

Elite MX
1. Carlos Campano / 25 pontos

2. Jetro Salazar / 22 pontos
3. Humberto Martin / 20 pontos
4. Dudu Lima / 18 pontos
5. Fabio Santos / 16 pontos

MX2
1. Tallys Nathan / 25 pontos

2. Joaquim Neto / 22 pontos
3. Renan Goto / 20 pontos
4. Vanderlei Junior / 18 pontos
5. João Xavier / 16 pontos

+ Clique aqui para ver os resultados completos

Classificação após 6 etapas

MX1
1. Carlos Campano / 244 pontos

2. Jetro Salazar / 229 pontos
3. Paulo Alberto / 228 pontos
4. Hector Assunção / 182 pontos
5. Jean Ramos / 180 pontos

MX2
1. Pepê Bueno / 222 pontos
2. Fabio Santos / 219 pontos
3. Lucas Dunka / 205 pontos
4. João Ribeiro / 167 pontos
5. Gustavo Pessoa / 137 pontos

Elite MX
1. Jetro Salazar / 113 pontos
2. Paulo Alberto / 108 pontos
3. Carlos Campano / 105 pontos
4. Jean Ramos / 69 pontos

5. Hector Assunção / 68 pontos

MX2-Junior
1. Tallys Nathan / 145 pontos
2. Vanderlei Junior / 93 pontos
3. Bruno Schmitz / 91 pontos
4. João Xavier / 62 pontos
3. João Lino / 80 pontos

+ Para ver a classificação completa, clique aqui

 

 

CARLOS CAMPANO #115

Categoria MX1 / Moto Yamaha YZ 450F 

1º colocado na categoria MX1
1º colocado na categoria Elite

“Foi um dia muito positivo para mim e para a equipe, conseguimos uma boa pontuação. Na primeira bateria, larguei em quinto, fui para quarto, tinha um ponto com bastante poeira, demorei para fazer as ultrapassagens, era difícil ver as linhas, e quando cheguei ao segundo lugar, o Jetro (Salazar) já tinha aberto bastante. E na segunda bateria, larguei melhor, em terceiro, passei o Hector e vi que o Jetro não estava abrindo, que eu estava mais rápido, fiquei atrás dele e depois consegui passar. Me senti muito bem, ganhei pontos importantes, mas o campeonato segue muito disputado”, disse Campano.

 

 

JEAN RAMOS #10

Categoria MX1 / Moto Yamaha YZ 450F 

8º colocado na categoria MX1
14º colocado na categoria Elite

“Andei um pouco no sacrifício devido a lesão que sofri no ombro durante a semana, treinando. A moto estava perfeita, mas parecia que eu não estava na corrida. Preferi me poupar e focar no Arena Cross, do qual estou com chances de título e já vamos ter corrida em breve”, revelou Jean.

 

FÁBIO SANTOS #4

Categoria MX2 / Moto Yamaha YZ 250F 

1º colocado na categoria MX2
5º colocado na categoria Elite

“Final de semana muito bom. Cheguei aqui com 11 pontos de desvantagem e estou indo para casa apenas 3 pontos atrás do líder. Na primeira bateria, larguei bem e liderei a prova toda. Na segunda, que é misturado com as 450, fica mais difícil, mas andei boa parte da prova em quarto, e acabei em quinto. Estou feliz com o desempenho, mesmo que eu não pude treinar depois da 5ª etapa por causa de um dedo quebrado na mão direita. Me adaptei e venci!”, exclamou Fabinho.

 

TALLYS NATHAN #183

Categoria MX2-JR / Moto Yamaha YZ 250F

Campeão na categoria MX2-Junior

“Graças a Deus consegui meu segundo título brasileiro em dois anos com a equipe Yamaha Monster Energy Geração hoje aqui em Morrinhos. Estou muito feliz, só tenho a agradecer a Deus e meus patrocinadores. Nem esperava ser campeão com duas etapas de antecedência. Estou muito feliz!”, festejou Nathan.