Fabio Santos assume liderança da MX2 – Foto: Danyllo Proto

 

Yamaha Monster Energy Geração saiu da quarta etapa do Brasileiro de Motocross 2018, realizada neste domingo 10, em Nova Alvorada do Sul-MS, naliderança de três categorias: MX1, MX2 e MX2-Júnior.

+ Clique para ver mais fotos da equipe

Carlos Campano venceu a etapa na MX1 e manteve a liderança do campeonato, ampliando a vantagem para quatro pontos em relação ao vice-líder, Jetro Salazar.

Fabio Santos fez uma reviravolta no campeonato da MX2 ao vencer as duas baterias da classe em corridas emocionantes. Com os resultados, assumiu a dianteira da competição com seis pontos de vantagem sobre o vice-líder, Pepê Bueno.

Além disso, Santos foi ao pódio da categoria Elite MX com sua Yamaha 250F mesmo disputando contra pilotos com motos de 450cc, sendo o melhor piloto brasileiro da classe neste fim de semana.

Tallys Nathan ganhou a bateria única da MX-Júnior (motos de 250cc e pilotos idade igual ou inferior a 18 anos) e manteve a liderança do campeonato, do qual é o atual campeão brasileiro.

Jean Ramos conseguiu resultados importantes para se manter entre os cinco melhores do campeonato na MX1 e na Elite MX.

Confira abaixo a avaliação dos pilotos e os resultados.

 

Resultados da 4ª etapa BRMX 2018

MX1 / soma das baterias
1. Carlos Campano (1-3) – 45 pontos
2. Jetro Salazar (2-2) – 44 pontos
3. Paulo Alberto (4-1) – 43 pontos (bLU cRU)
4. Jean Ramos (5-4) – 34 pontos
5. Humberto Martin (6-7) – 29 pontos

MX2 / soma das baterias
1. Fabio Santos (1-1) – 50 pontos
2. João Ribeiro (3-3) – 40 pontos (bLU cRU)
3. Pepê Bueno (5-2) – 38 pontos
 (bLU cRU)
4. Fredy Spagnol (2-5) – 38 pontos
5. Lucas Dunka (4-6) – 33 pontos

Elite MX
1. Paulo Alberto (bLU cRU)
2. Jetro Salazar
3. Carlos Campano
4. Fabio Santos
5. Jean Ramos

MX2-Junior
1. Tallys Nathan
2. Bruno Schmitz
3. João Lino
4. João Xavier (bLU cRU)
5. Vanderlei Junior

 

Classificação após 4 etapas

MX1
1. Carlos Campano – 152 pontos

2. Jetro Salazar – 148 pontos
3. Paulo Alberto – 145 pontos
4. Hector Assunção – 119 pontos
5. Jean Ramos – 116 pontos

MX2
1. Fabio Santos – 144 pontos
2. Pepê Bueno – 138 pontos

3. Gustavo Pessoa – 137 pontos
4. Lucas Dunka – 116 pontos
5. Fredy Spagnol – 100 pontos

MX2-Júnior
1. Tallys Nathan – 95 pontos

2. Bruno Schmitz – 91 pontos
3. João Lino – 80 pontos
4. João Xavier – 62 pontos
5. Vanderlei Souza – 53 pontos

 

CARLOS CAMPANO #115

Categoria MX1 / Moto Yamaha YZ 450F 

1º colocado na MX1
3º colocado na Elite

“Saio com a liderança do campeonato e a vitória na etapa. Tive uma boa largada na primeira bateria e um ritmo decente, conseguindo vencer a prova. Na segunda, caí enquanto lutava pelo segundo lugar e não consegui mais recuperar. Importante que seguimos com a liderança e estamos prontos para a próxima etapa. Agora o campeonato entra na segunda parte e ainda temos muito trabalho pela frente.”

 

JEAN RAMOS #10

Categoria MX1 / Moto Yamaha YZ 450F 

4º colocado na MX1
5º colocado na Elite

“Não foi exatamente como eu esperava. Tenho trabalhado bastante mas as coisas ainda não estão acontecendo do jeito que eu quero. Primeira bateria lutei bastante com a pista, com a falta de concentração. Na segunda bateria, larguei no pelotão de frente, imprimi um bom ritmo, eu e o Fabinho brigamos por posição e ainda deu um pódio. Temos um trabalho para fazer e voltar ao ponto que merecemos estar. É continuar focado e melhorar para para chegar nas próximas etapas para disputar com os primeiros.”

 

FÁBIO SANTOS #4

Categoria MX2 / Moto Yamaha YZ 250F 

1º colocado na MX2
4º colocado na Elite

“Estou bastante feliz com o resultado. Fiquei quase 30 dias sem treinar porque estava com dores nas costas, mas hoje consegui boas largadas nas duas baterias e um bom ritmo do início ao fim. Estou muito feliz por ter sido o melhor brasileiro na categoria Elite e por ter andando bem de 250 no meio das 450 e ainda assumir a liderança do campeonato na MX2. Estou empolgado para a próxima etapa.”

 

TALLYS NATHAN #183

Categoria MX2-JR / Moto Yamaha YZ 250F

1º colocado na MX2-Junior
“Mais um fim de semana que as coisas deram certo. Saio com a vitória na categoria e a liderança do campeonato. Minha moto se comportou muito bem, eu gostei da pista, e graças a Deus tudo saiu bem.”