Campano e Jean disputam a categoria MX1 – Foto: Stephan Solon

 

Santa Catarina volta a receber o Campeonato Brasileiro de Motocross neste fim de semana, dias 7 e 8 de abril, na cidade de Rancho Queimado, na Grande Florianópolis.

A segunda rodada da competição promete esquentar o clima friozinho da Serra Catarinense com grandes disputas entre os melhores pilotos do país – e mais quatro estrangeiros vindos de Espanha, Portugal, Equador e Venezuela.

A equipe Yamaha Monster Energy Geração – que tem sua base em Florianópolis – encara a disputa em busca de títulos nas categorias Elite MX, MX1, MX2, MX2-Junior e Nacional 230.

A classe Elite MX é novidade em 2018. A categoria foi criada com intuito de entregar um atrativo extra para o público ao final de cada domingo. Trata-se de uma corrida que unirá os melhores pilotos das classes MX1, MX2 e MX3 em uma disputa emocionante.

A pista de Rancho Queimado também é um atrativo especial neste fim de semana. Com 1.420 metros de extensão, tem padrão das pistas do Mundial de Motocross e promete impor grandes desafios aos atletas.

Carlos Campano, 32 anos, é o atual campeão da principal categoria, a MX1. O espanhol radicado em Florianópolis já ganhou quatro títulos do Brasileiro de Motocross e está focado na quinta conquista. Após uma rodada realizada em 2018, ele ocupa a terceira colocação na tabela de classificação com 20 pontos, cinco a menos que o líder Hector Assunção, de São Paulo.

Jean Ramos, 29 anos, é a principal esperança dos brasileiros para reconquistar o troféu da categoria MX1 em um cenário que só tem estrangeiros campeões desde 2012. O paranaense está na quarta colocação do campeonato da MX1, com 18 pontos.

Fabio Santos, campeão brasileiro na MX2 em 2016, começou a temporada 2018 com problemas na rodada de abertura da sua categoria, mas está focado em reconquistar o troféu da competição nacional na categoria das 250cc.

Tallys Nathan, 17 anos, é o atual campeão brasileiro na classe MX2-Junior e venceu a rodada de abertura desta temporada. Apelidado de “Fúria do Nordeste”, o garoto de Santa Cruz do Capebaribe, Pernambuco, compete também na categoria Nacional 230.

Confira abaixo as expectativas dos pilotos, a programação do evento e fotos do time Yamaha Monster Energy Geração, que em 2018 conta com patrocínios de Yamaha, Monster Energy, Grupo Geração, Yamaha Consórcios, Yamalube, bLU cRU, Rinaldi Pneus, ASW Racing, Foco Racing, Durag Off-Road e Moto Style Gráficos.

 

CARLOS CAMPANO #115

Categoria MX1 / Moto Yamaha YZ 450F 

“Estou com muita vontade de competir, já que na primeira etapa andamos apenas uma bateria e a final foi cancelada por causa da chuva. Estou bastante a vontade. A pista (de Rancho Queimado) é nova e vai ser novidade para quase todos os pilotos, é grande, padrão europeu, com cerca de 1min40seg por volta, e o lugar é muito bonito. Vai ser uma corrida boa.”

 

JEAN RAMOS #10

Categoria MX1 / Moto Yamaha YZ 450F 

“Expectativa é boa. Fizemos mais alguns acertos, me sinto ainda mais confortável, consegui treinar mais em pistas de motocross. Estou bem feliz com a moto e comigo. O foco é fazer boas largadas e terminar entre os três melhores. Na primeira etapa, sofri bastante, então agora é evitar os erros e acreditar mais no meu trabalho e ir pra cima. Temos grandes chances de sair com a vitória em alguma das baterias em breve.”

 

FÁBIO SANTOS #4

Categoria MX2 / Moto Yamaha YZ 250F 

“Estou confiante para a segunda etapa do Brasileiro. Após a primeira etapa, treinei bastante e aproveitei para corrigir alguns erros. Acredito que tenho uma boa velocidade e que posso vencer as baterias.”

 

 

 

 

TALLYS NATHAN #183

Categoria MX2-JR / Moto Yamaha YZ 250F
Categoria Nacional 230 / Moto Yamaha TT-R 230 

“Espero repetir a vitória na MX2-Junior, assim como consegui na primeira etapa para consolidar esta boa arrancada no campeonato. Na 230, estou bem preparado e com expectativas de fazer um bom resultado. Vamos com tudo mais uma vez!”